NBA

  • Crédito: Getty Images Sports

    Centenas de fãs do basquete e do ídolo Kobe Bryant passaram por vigília no Staples Center.

Mundo reverencia Kobe Bryant

Esportistas, chefes de estado e torcedores prestam homenagens ao gênio das camisas 8 e 24
Por: Redação - 27/01/2020 08:46:30
191 visualizações

A perda precoce e trágica de Kobe Bryant e sua filha mais velha, Gianna, em um acidente de helicóptero no último domingo (26) deixou o mundo esportivo em choque. Não apenas pela despedida precoce do ex-jogador, que aos 41 anos praticamente iniciava sua vida pós-carreira, mas também por tudo que Kobe Bryant representava para o esporte: seus princípios, mentalidade vencedora, preocupação e engajamento com as novas gerações e o respeito com o basquete.

Ainda no domingo, logo após as autoridades dos Estados Unidos confirmarem que Bryant estava entre as vítimas do acidente em Calabasas, na Califórnia, esportistas de diversas modalidades, chefes de estado e torcedores prestaram suas homenagens ao ídolo.

“Meu amigo, uma lenda, marido, pai, filho, irmão, ganhador do Oscar e o maior Laker de todos os tempos se foi. É difícil de aceitar. Kobe foi um líder no nosso jogo, um mentor para jogadores e jogadoras”, declarou Magic Johnson. Outro ícone do basquete, Kareem Abdul-Jabbar afirmou que Kobe era um dos homens que transcendeu ao esporte. “A maioria das pessoas vão lembrar de Kobe como um atleta magnífico que inspirou toda uma geração de jogadores de basquete. Mas eu sempre vou lembrar dele como um homem que era muito mais do que um atleta”, disse Abdul-Jabbar.

A NBA, liga onde Kobe Bryant brilhou por 20 temporadas e conquistou cinco títulos pelo Los Angeles Lakers, decretou luto oficial pela perda de Kobe, sua filha e as demais vítimas do acidente. "A família NBA está devastada pelo trágico falecimento de Kobe Bryant e de sua filha Gianna. Por 20 temporadas, Kobe nos mostrou o que era possível ao combinar um talento notável com a devoção absoluta por vencer. Ele foi um dos mais extraordinários jogadores de nossa história, com feitos que são lendários: cinco títulos da NBA, um troféu de MVP, 18 vezes selecionado para o All-Star Game e duas medalhas de ouro em Jogos Olimpícos. Ele sempre será lembrado por inspirar pessoas de todo o planeta a pegar uma bola de basquete e competir no melhor de suas habilidades. Ele era generoso com o conhecimento adquirido ao longo dos anos e nele enxergou a missão de dividí-lo com as futuras gerações de jogadores, encontrando uma alegria ainda mais especial ao transmitir seu amor pelo basquete a Gianna. Nossos sentimentos a sua esposa, Vanessa, e a sua família, ao Los Angeles Lakers e a todo o mundo dos esportes”, disse em nota Adam Silver, comissário da NBA.

Após a confirmação da morte de Kobe Bryant, centenas de fãs do basquete, especialmente do Los Angeles Lakers, se reuniram em frente ao Ginásio Staples Center, em Los Angeles, para homenageá-lo. 

A sede do Governo de Los Angeles homenageou o ex-jogador às 8h24 - em referência às camisas que Kobe usou no tempo de Lakers - com luzes roxas e douradas.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, definiu o acidente como "trágico". Oscar Schmidt, que conviveu vários anos com o ainda menino Kobe Bryant quando atuava com seu pai na Itália e quem Bryant considerava como um ídolo da infância, além de amigo, disse que "morreu uma parte do basquete. Mais do que um atleta, um ser homano fora de série, que tinha uma força criativa fora do comum. Descanse em paz, Kobe. 

Vários clubes de futebol no mundo, como Real Madrid, Barcelona, Liverpool e Flamengo, entre tantos outros, também prestaram homenagens à Kobe. Nesta segunda-feira, o tenista australiano Nick Kyrgios aqueceu para a partida contra Rafael Nadal, pelas oitavas de final do Australian Open, com uma camisa de Kobe Bryant - após a partida, vencida por Nadal por 3 sets a 1, o espanhol também reverenciou Kobe.

A imprensa norte-americana noticia que as nove vítimas do acidente fatal já foram identificadas. Além de Kobe e Gianna Bryant, também morreram o técnico de beisebol John Altobelli, sua mulher, Keri, e sua filha, Alyssa (colega de time de Gianna), Christina Mauser, assistente técnica do time feminino da Harbor Day School, Sarah Chester e sua filha Payton e o piloto Ara Zobayan. As causas do acidente ainda estão sendo investigadas.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade