NBB

  • Crédito: Marcos Limonti

    No estouro do cronômetro, São Paulo garantiu mais uma vitória no NBB.

Com cesta no último segundo, São Paulo bate Franca

Tricolor segue invicto como visitante
Por: Redação, com Assessoria - 11/12/2019 08:24:51
153 visualizações

São Paulo e Franca fizeram um dos duelos mais emocionantes até aqui do NBB. E os são-paulinos derrotaram o adversário por 88 a 87 em partida definida no último segundo da prorrogação, em jogada individual de Georginho. O camisa 14 foi o grande nome da equipe ao anotar 23 pontos (seis deles na prorrogação), pegar 11 rebotes e ainda distribuir seis assistências. Léo Meindl (18 pontos, seis assistências e quatro rebotes) e Renan (17 pontos e cinco rebotes) foram outros destaques de um duelo repleto de alternativas.

Com o resultado, o Tricolor não só se mantém entre os primeiros colocados da classificação como também mantém o desempenho como visitante perfeito: agora são sete vitórias em sete jogos longe do Morumbi.

O duelo começou com Franca impecável nos arremessos de longa distância (os três primeiros disparos foram certeiros) e agressivo na marcação, o que fez a vantagem dos donos da casa rapidamente disparar para 11 a 2. Após pedido de tempo de Claudio Mortari, o Tricolor conseguiu se reorganizar e entrou no jogo amparado principalmente pela efiência de Léo Meindl, que anotou nove pontos no período e equilibrou o placar.

O que se viu na segunda etapa foi um duelo extremamente equilibrado graças ao forte trabalho defensivo das duas equipes, que foram muito eficientes na defesa e ofereceram pouquíssimas oportunidades ao adversário em criar lances para pontuar. Foi apenas a partir da metade do período que os times voltaram a encontrar caminhos para a cesta e Franca conseguiu ir para o vestiário com uma pequena vantagem principalmente pelo fato do Tricolor pecar demais na linha do lance livre (acertou apenas um dos seis que teve à disposição): 32 a 28. 

A conversa no vestiário foi produtiva para os dois times, que voltaram com aproveitamento muito melhor no terceiro quarto. O São Paulo chegou a virar e ameaçou uma arrancada no placar, mas Franca apostou na eficiência de David Jackson para se manter numa distância alcançável. Mas o período foi praticamente inteiro do Tricolor, que voltou a subir de produção e encaixou dois ataques seguidos sem resposta do rival para vencer o período por 29 a 19 e assumir a dianteira por seis pontos.

As expectativas por um último quarto emocionante se confirmaram e o duelo ficou eletrizante, com os rivais incisivos no ataque e tentando oferecer o menor número de oportunidades possíveis aos rivais. O São Paulo perdeu Léo Meindl, que estourou o limite de faltas, mas se manteve firme apesar da pressão da torcida. Franca, por sua vez, conseguiu reagir e empatou a partida a 26 segundos do fim, em jogada rápida de David Jackson. O Tricolor ainda teve a última posse de bola, mas Georginho, muito marcado, arremessou contestado e não conseguiu impedir a prorrogação.

O tempo extra foi temperado com grandes doses de tensão. Franca incendiou a partida com dois disparos de três de muito longe de Parodi, enquanto o São Paulo se mantia vivo com o jogo coletivo. Nos instantes finais, o Tricolor conseguiu impedir o arremesso de Lucas Dias e teve a última posse de bola para decidir. Com enorme categoria, Georginho chamou a responsabilidade, encarou Jimmy e conseguiu a infiltração para fazer o que seria a cesta da vitória. Franca ainda tentou um último lance, mas não havia tempo para mais nada.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade