NBA

  • Crédito: Getty Images Sport

    Clima em Toronto será de absoluta pressão no jogo 1 da final, nesta quinta-feira.
  • Crédito: Getty Images Sport

    Toronto Raptors, de Kawhi Leonard, chega à 1ª final da NBA com moral.
  • Crédito: Getty Images Sport

    Líder técnico dos Warriors, Stephen Curry afina a pontaria para o jogo 1 das finais.

Raptors e Warriors começam a decidir final

Golden State tenta 4º título em 5 anos, enquanto Toronto, estreante em finais, quer fazer história
Por: Redação - 30/05/2019 09:14:51

Depois longos dias após a final da Conferência Leste, no último dia 24, o melhor momento da temporada da NBA finalmente chegou. Toronto Raptors e Golden State Warriors começam a decidir o título da NBA nesta quinta-feira (30). A partida está marcada para as 22h em Toronto, no Canadá, e terá transmissão dos canais ESPN e Band.

Os Warriors não contarão com Kevin Durant para o jogo de hoje, que ainda se recupera de uma lesão sofrida nas fases anteriores dos playoffs. Apesar disso, a perda técnica do camisa 35 colocou à prova o elenco de Golden State, que não desapontou os fãs e cresceu de produção na final da Conferência Oeste, onde varreu o Portland Trail Blazers por 4 a 0. Sem o ala em quadra, Stephen Curry reassumiu o protagonismo da equipe e aumentou sua médias, 35,8 pontos, 6,6 assistências e 7,6 rebotes por partida desde a saída de Durant do time, no início do mês. Draymond Green e Klay Thompson, outros dois pilares do time, também cresceram de produção, com 14,8 e 22,6 pontos por jogo, respectivamente. Ainda pelo lado do time de Oakland, o pivô DeMarcus Cousins, fora desde 16 de abril por conta de uma ruptura no quadríceps, está recuperado e pode ser uma novidade para a final. 

 

 

Diante de um Golden State Warriors que busca o quarto título em cinco anos, o Toronto Raptors chega à final como azarão. Será a estreia da franquia em decisões da NBA. No ano passado, o time acumulou a melhor campanha na Conferência Leste, mas caiu na semifinal diante do Cleveland Cavaliers de LeBron James. Toronto de reformulou, liberou importantes jogadores, como DeMar DeRozan, e recebeu Kawhi Leonard. Leonard, que era uma incógnita após ficar um ano sem jogar, conduziu o time de maneira heróica à final da liga. O jogador chega à final com média de 31,2 pontos por partida no mata-mata, além de 8,9 rebotes. Além de Kawhi, o banco de reservas dos Raptors apareceu muito bem nos playoffs pelo Leste, e pode ser outra importante arma contra os Warriors.

 

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade