NBB

  • Crédito: Victor Lira/Bauru Basket

    Após derrota no Jogo 1, Bauru irá em busca de pelo menos uma vitória nos dois próximos jogos.

Bauru acredita na virada

Carregando histórico de viradas em playoffs, Bauru desafia Franca no Pedrocão pelo empate na série
Por: Redação e assessorias/NBB - 22/04/2019 10:26:19

Sesi Franca Basquete e Sendi/Bauru Basket entrarão em quadra nesta segunda-feira (22/04) em clima de decisão. Os gigantes do interior farão o Jogo 2 das quartas de final dos playoffs do NBB CAIXA, no Ginásio Pedrocão, às 20h10, com transmissão ao vivo no Facebook do NBB CAIXA.

Com a vitória no Jogo 1 fora de casa (94 a 82), o Franca terá a oportunidade de encerrar a série com dois jogos seguidos em seus domínios. Já do outro lado, o Bauru buscará um triunfo para continuar sonhando com a vaga para as semifinais.

“O primeiro jogo estava equilibrado até o último período, mas com a série de erros que tivemos na defesa, saímos derrotados. Precisamos de uma defesa forte, pois dessa maneira o ataque flui melhor e as bolas caem. Agora é foco total para buscarmos uma vitória”, disse o ala Alex Garcia, do Bauru.

Em desvantagem na série, o Bauru conta com um importante dado a seu favor: o histórico de viradas improváveis. Foram duas após ver o rival abrir 2 a 0, ambas na temporada 2016/2017 – na semifinal contra o EC Pinheiros e na Final contra o Paulistano/Corpore.

Presente na caminhada que terminou com título inédito para o Dragão, o técnico Demétrius Ferracciú deu o caminho para uma virada como essa.

“Para conseguir as viradas trabalhamos muito a nossa força psicológica e principalmente a união do grupo. Playoff sempre é um campeonato à parte e, por isso, a energia muda. Nos fortalecemos e compreendemos que o resultado final só dependia de nós mesmos”, disse Demétrius.

Agora, com dois jogos fora de casa, o Bauru irá atrás de uma reação, guiados, especialmente, por um dos seus principais jogadores: o experiente ala Alex Garcia. Para Demétrius, ter um jogador como o “Brabo” na equipe é essencial nesse tipo de decisão.

“Ter o Alex no time é algo muito importante. Ele tem experiência, sabe como agir e puxar o grupo nos momentos decisivos. Contar com um jogador desse nível no elenco é algo essencial para os objetivos da nossa equipe”, disse o treinador.

Mas mesmo com o retrospecto de viradas e grandes jogadores no elenco, o Bauru terá pela frente o líder da fase de classificação, que também conta com uma equipe recheada de estrelas.

Uma delas é o pivô Hettsheimer, que, após se recuperar de uma fissura no osso navicular do pé esquerdo, retornou em grande estilo no primeiro jogo da série contra o Bauru e anotou 14 pontos (4/5 nas bolas de 3) em 11 minutos de quadra.

Para Alex, a atenção com o pivô francano terá que ser grande, principalmente para evitar que ele fique confortável na partida.

“Precisamos ter uma atenção com o Rafael (Hettsheimeir) durante todo o jogo. Se o deixarmos com a possibilidade de arremesso, como na última partida, ele não vai pensar duas vezes antes de arremessar e sofreremos mais uma vez com o seu bom aproveitamento. Precisamos pressioná-lo para que ele jogue com a bola no chão. Se o deixarmos confortável para chutar, as coisas ficarão difíceis para nossa equipe”, finalizou o ala do Bauru.

Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade